HTCinside


Apple enfrenta processo por não incluir carregadores no iPhone 12

Você já deve ter ouvido falar que os iPhones mais recentes não vêm com um carregador dentro da caixa. Cada caixa do iPhone 12 incluirá apenas um cabo Lightning para USB-C. Assim, as pessoas que são novos usuários do iPhone terão que comprar o adaptador de energia separadamente.

Embora a Apple seja conhecida por tomar decisões ousadas, as pessoas não estão felizes com essa decisão. Em dezembro de 2020, um grupo de defesa do consumidor na Europa atacou a Apple com uma ação judicial por estrangular intencionalmente iPhones mais antigos na Itália. E parece que esse foi o início dos processos contra essa empresa bilionária, já que o brasil entrou com outro processo contra ela.

Uma agência de proteção ao cliente chamada Procon-SP entrou com uma ação de US$ 2 milhões em São Paulo, Brasil. Desta vez, o processo foi movido devido à empresa, não incluindo carregadores com caixas de iPhone 12. O Procon-SP disse que a Apple está vendendo seus produtos em condições injustas, mas sem incluir acessórios básicos como o carregador com o telefone.

Foi anunciado pela Apple em outubro de 2020 que seu novo lançamento do iPhone 12 não terá carregador ou fones de ouvido em suas caixas e deu preocupações ambientais quanto às razões para fazer o mesmo. Eles também disseram que a caixa conteria um cabo USB-C para Lightning com o iPhone 12, o que ajudaria a reduzir as matérias-primas totais consumidas para a venda de cada iPhone. Eles também reduziram o tamanho das caixas do telefone para mostrar sua preocupação com o uso de matéria-prima.

No entanto, as pessoas não concordaram com o raciocínio. Muitos criticaram esse movimento afirmando que a Apple deseja apenas reduzir seu custo geral de envio do que fazer qualquer coisa pelo meio ambiente. Até os especialistas ambientais deram sua opinião sobre essa questão e disseram que essa mudança não trará um grande impacto em nenhum problema.

Como a Apple respondeu a isso?

A Apple se recusou a dar qualquer resposta às indagações feitas pelo Procon sobre a redução dos preços do iPhone 12. Eles questionaram se os preços do telefone seriam reduzidos, já que os carregadores não serão incluídos na caixa. No entanto, eles não receberam nenhuma resposta da empresa.

O Procon acusou a Apple de não ser amigável ao cliente, pois não conseguiu resolver os problemas dos clientes em relação a certas funções e atualizações de seus iPhones. “A Apple precisa entender que no Brasil existem leis e instituições sólidas de defesa do consumidor. Ele precisa respeitar essas leis e essas instituições”, disse Fernando Capez, Diretor Executivo do Procon-SP.

Embora a Apple não tenha respondido a nada, ainda sabemos que essa multa não causará nenhum dano a eles, pois gerou US $ 114,4 bilhões em receita recentemente.